A educação financeira é primordial para todas as pessoas, mas quem é MEI possui necessidades a mais que vão demandar um controle financeiro bem maior. Isso porque é preciso manter seu negócio saudável, otimizar recursos e evitar desperdícios.

Veja outros benefícios de investir na educação financeira:
– Controle maior das despesas
– Controle do fluxo de caixa
– Planejamento mais eficaz para novos investimentos
– Melhoria da precificação de produtos e serviços

Porém, não é apenas começar a anotar tudo em um caderno, é preciso de organização e um entendimento básico sobre os termos contábeis que são comuns para microempreendedores. Além disso, saber analisar esses dados é importante para tomar as melhores decisões.

Mas, por onde começar? Vamos explicar quais são os principais dados que você deve acompanhar e planejar:

Capital de Giro
Essa é a reserva financeira para manter o negócio funcionando. É o dinheiro usado para comprar ferramentas, mercadorias e os itens essenciais para o funcionamento da sua empresa. No capital de giro, é importante lembrar de ter uma boa quantia, para assegurar o futuro do seu negócio caso aconteçam imprevistos.

Custos
Esses são todos os recursos financeiros de investimento. O valor é proporcional a quantidade de trabalho que será feito. Exemplos de custos são: matérias-primas, materiais, salários e encargos, impostos, tarifas, frete etc. Os custos devem ser sempre bem definidos e previstos para não afetar no seu planejamento.

Despesas
Como o próprio nome já diz, esse é o valor para manter o funcionamento da sua empresa, mas se difere dos custos. As despesas podem ser divididas em fixas e variáveis. Manutenção do espaço, equipamentos, internet etc, são exemplos de despesas fixas. Comissões, luz, telefone, horas extras etc, são exemplos de despesas variáveis.

Faturamento
É a soma de todas as vendas de um determinado período. É desse número que o governo calcula os impostos, além de ser um dos quesitos para o enquadramento no MEI. Caso o faturamento ultrapasse o valor especificado, o empreendedor pode ser enquadrado em outra categoria. Por esse motivo, é importante ficar de olho nesse número.

Fluxo de Caixa
É o básico para o planejamento financeiro, pois é por ele que você acompanha o desempenho diário do seu negócio. O fluxo de caixa, para ser melhor acompanhado, precisa ser feito em uma planilha ou em um sistema de gestão, para registrar todas as entradas e saídas. Esse controle também é importante para ter uma projeção dos resultados da sua empresa.

Esses são apenas os principais termos que você precisa ter conhecimento para iniciar um planejamento financeiro completo e que irá ser a base do seu negócio.

Deseja aprender mais sobre o assunto e implementar o planejamento na sua empresa? Então conte com a Contabilidade Souza!